segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

versículo do tédio: ou, por que escrevo.


Desculpem! mas o tédio é tanto,
que só compartilhado
me incomoda menos.

Por isso preciso ser escritora:
para aborrecer aos outros
como a mim mesma.

6 comentários:

Laura Fuentes disse...

Belo desabafo sobre o tédio. Soou bem humorado, gostei.

By Dessa! disse...

Eu amei o jeito em que você falou do tédio, ficou com um tom irônico.

SADY FOLCH disse...

Este é o aborrecimento que todos deveriam passar. Eu me sinto lisonjiado com o dito incômodo. Contraditório? Não. Escritos Olganescos não têm nada de entediante.

Abraço a escritora.

Sady

fred disse...

A mim não aborrece compartilhar um poema tão bom.

disse...

Olá Olga! Gosto do seu blog e por isso estou passando para te presentear com selinho. Passa lá e confira, tá bem?
O que procuro no blog e na interação com os blogueiros beira isso com que descreve seu ato de escrever: compartilhar, não só o tédio como todos os demais sentimentos. Bjins pra ti e até!

Bruno Cobbi disse...

Incomode o quanto quiser. E orgulhe-se disso. Vc é arte.